Imprimir

EU SEREI A ÚLTIMA

ligado . Publicado em +Livros para todo o Mundo (novidades)

LIVROS-V2

JÁ DISPONÍVEL NA 

BIB ESEC 

EU SEREI A ULTIMA

SINOPSE

Um testemunho íntimo de sobrevivência, uma história terrível e inspiradora.

A 15 de Agosto de 2014 a vida de Nadia Murad mudou para sempre. As tropas do Estado Islâmico invadiram a sua aldeia, onde a minoria yazidi levava uma vida tranquila, e levaram a cabo um massacre. Executaram homens e mulheres, entre eles a mãe e seis dos seus irmãos e amontoaram os corpos em valas comuns.

Nadia, que tinha então 21 anos, foi sequestrada e vendida como escrava sexual. Os soldados torturaram-na e violaram-na repetidamente até que, numa noite, conseguiu fugir pelas ruas de Mossul.

Para que não se esqueça, porque quer ser a última a vivê-la, Nadia conta a sua história.

O que se diz...

«Nadia Murad faz parte dessa longa e invisível história de mulheres fortes e indomáveis a quem nem sequer a violação, como táctica de guerra, conseguiu vergar, que se mantêm firmes e que estão dispostas a quebrar o odioso silêncio que lhes é imposto e a exigir justiça e liberdade para os seus semelhantes.»

Times («As 100 pessoas mais influentes de 2016»)


COMPLETAMENTE ARRASADOR

Tânia | 10-06-2018

Ler este livro, uma autêntica provação da coragem humana, foi difícil lê-lo. Nadia é uma heroína não só por ter sobrevivido ao Inferno mas também porque depois disso ainda decidiu contar a sua história. Recomendo pois apesar de extremamente intenso é uma prova da sobrevivência e coragem humana.

Fonte: https://www.wook.pt/livro/eu-serei-a-ultima-nadia-murad/21041041

Imprimir

A amante do governador

ligado . Publicado em +Livros para todo o Mundo (novidades)

LIVROS-V2

JÁ DISPONÍVEL NA 

BIB ESEC 

A AMANTE DO GOV 

 SINOPSE

Depois de atacarem Pearl Harbor e invadirem Hong Kong, os japoneses cercam Macau. Com o inimigo às portas, o novo governador, Artur Teixeira, tem de enfrentar a maior ameaça ao império português durante a Segunda Guerra Mundial. Diante dele está o coronel Sawa, o violento chefe do Kempeitai, que ameaça invadir a colónia portuguesa na China. Para salvar Macau, o governador conta apenas com o seu engenho - e a ajuda de um punhado de homens e mulheres, incluindo a própria concubina do coronel Sawa, a chinesa Lian hua. Tudo se complica, no entanto, quando se apaixona por ela.

Amor e guerra no choque de impérios

A Macau dos juncos e das sampanas, dos casinos e do ópio, do Leal Senado e da Praia Grande, do Fat Siu Lao, do Grémio Militar e do Clube de Macau, do Porto Interior e da Porta do Cerco, dos riquexós, dos contrabandistas chineses e das dançarinas russas, do mahjong e da corrupção, do patois, das canções de Art Carneiro e dos jogos de hóquei na Caixa Escolar.

E dos refugiados, dos bombardeamentos e da fome.

Baseado em acontecimentos verídicos, A Amante do Governador resgata os dias de Macau sob cerco japonês e mostra como Portugal manteve a única bandeira ocidental hasteada no Extremo Oriente durante toda a Segunda Guerra Mundial.

O grande romance português está de volta com a assinatura de José Rodrigues dos Santos, o mestre das nossas letras.

Fonte: https://www.wook.pt/livro/a-amante-do-governador-jose-rodrigues-dos-santos/22312467

Imprimir

A máquina de fazer espanhóis

ligado . Publicado em +Livros para todo o Mundo (novidades)

a máquina de fazer espanhóis 

a máquina de fazer espanhóis é um dos mais importantes romances contemporâneos. Surpreendente retrato da vida dos velhos, este livro fala intimamente dos fantasmas da portugalidade e da candura que, afinal, existe mesmo nos momentos mais tristes.

A vida de um barbeiro reformado é o modo de ilustrar os conceitos de família e solidão, amizade e compromisso.

Este é um livro delicadíssimo, corajoso e inesquecível.

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Por mais de um motivo, cultivo uma admiração imensurável pela obra do escritor Valter Hugo Mãe.
Raduan Nassar

Impacta-me que, exatamente quando da minha entrada na velhice, chegue-me às mãos o trabalho de um jovem em que a contemplação do inexorável avanço da idade é a motivação de um exercício exuberante de escrita, onde a força da memória vocabular e emocional (força que define um verdadeiro escritor) surge luminosamente.
Caetano Veloso, Prefácio

Um dos melhores romances publicados em Portugal nos últimos anos.
El País, Babelia

A maior parte dos livros são escritos para o público; este é um livro escrito para leitores.
António Lobo Antunes

Algumas das páginas mais devastadoramente belas da ficção portuguesa recente.
José Mário Silva, Expresso

Fonte: https://www.wook.pt/livro/a-maquina-de-fazer-espanhois-valter-hugo-mae/16188109